Smart Consulting Brand Icon Smart Consulting Brand Logo
Smart Talent: João, mestre dos Rios

10 abril, 2018

O mercado de trabalho pede maçãs, damos-lhe limões. Até quando?

17 junho, 2018

Smarties

Smarties pelo mundo: Elif, da Turquia para Portugal

Portugal não é o primeiro país a acolhê-la, mas foi aqui que decidiu ficar a viver por vários anos. A nossa colaboradora Elif adora viver neste “Istambul em ponto pequeno”, mas também nos conta o que visitar e comer na Turquia. 

20 abril, 2018
Smarties pelo mundo: Elif, da Turquia para Portugal

Elif chegou à Smart Consulting há pouco tempo como QlikView Developer e está a tirar um mestrado na NOVA IMS.

SMART CONSULTING [SC] Quais são as grandes diferenças para ti entre Portugal e a Turquia?
Elif [E] Em vez de pensar nas grandes diferenças, tenho encontrado muitas parecenças entre a Turquia e Portugal, que me ligam emocionalmente ao país. As pessoas, o clima e a história de centenas de anos. Isto impressionou-me quando visitei Lisboa pela primeira vez, em 2015. No entanto, há também algumas diferenças: por exemplo, o facto de haver menos pessoas em Lisboa. Eu vivia em Istambul, que tem 18 milhões de habitantes. Além disso, embora aqui as pessoas também sejam amigáveis, sempre prontas para ajudar e simpáticas como na Turquia, a maior diferença é que os portugueses são muito calmos e descontraídos, o que me faz gostar ainda mais deles. A origem da nossa cultura é também bastante diferente, mas nós temos uma história muito parecida relativamente às alturas em que ambos os países se tornaram Repúblicas. Isso é algo que também me impressiona neste país.

[SC] Gostas de viver cá?
[E] Sim, adoro! No verão passado eu tomei uma decisão: ficar a viver em Portugal durante muitos anos. Quando vim cá em setembro de 2016, senti que tinha encontrado o sítio para viver. Nunca foi difícil acostumar-me a este país, mas ainda estou a aprender porque quero saber mais sobre o estilo de vida português.

[SC] Estás a tirar um mestrado na NOVA IMS e começaste a trabalhar na Smart este mês. Porque é que escolheste Portugal para estudares e trabalhares?
[E] Quando eu estava a estudar Engenharia Informática na Istanbul Technical University, já vivia em Istambul há 5 anos. Durante esses anos vivi também na Polónia durante seis meses por causa de um programa de intercâmbio e gostei dessa mudança na minha vida. Durante o último ano da minha licenciatura, eu estava à procura de um mestrado na Europa. Tinha várias opções, mas para mim o mais importante era a qualidade da universidade, o programa dos diferentes cursos da mesma, os professores e o país para onde fosse viver.

Antes de me candidatar, falei com os meus amigos portugueses sobre tudo o que queria saber. Depois disso, tudo se tornou tão claro para mim e Lisboa... que cidade tão bonita e maravilhosa! É como se eu estivesse a viver em Istambul, mas em ponto pequeno e a sentir-me mesmo muito bem.

Quando falei com os meus amigos portugueses, não foi só sobre a Universidade ou sobre o país, mas também sobre as oportunidades que eu poderia ter se trabalhasse aqui. Fiquei convencida de que este era o sítio certo porque eles disseram-me que havia um grande crescimento da minha área aqui, especialmente em Lisboa, e que eu facilmente encontraria um trabalho. E as oportunidades e investimentos que Portugal tem na área da tecnologia eram e continuam a ser algo bastante apelativo para mim.


[SC] É a primeira vez que vives fora do teu país?
[E] Não, eu vivi em Wroclaw, na Polónia em 2015 e no ano passado vivi na Eslovénia, em Liubliana. Gostei muito de viver lá também.

[SC] O que é que te fez querer trabalhar nesta área?
[E] Quando estava a tirar a minha licenciatura em Engenharia Informática, também estava a fazer cursos extra na Faculdade de Gestão.  Além do que aprendi quando era estudante, eu sempre me perguntei como é que poderia aplicar esse conhecimento a uma área real de negócio. Além disso, na minha família e no meu grupo de amigos há vários consultores. Quando estava a estudar, costumava falar com eles sobre a sua experiência como consultores e a experiência que eu própria tive a trabalhar com consultores fez-me ter mais interesse na área. Além disso, formei-me em Gestão de Sistemas de Informação, por isso quero tornar-me mais qualificada e evoluir o máximo que conseguir nesta área. A curiosidade de aprender mais é também algo que me fez querer seguir esta área.

[SC] Como é que ouviste falar da Smart?
[E] Fiz várias pesquisas e logo no início encontrei a Smart. Os meus amigos portugueses conheciam pessoas que já tinham trabalhado na Smart e que tinham gostado muito. Quando vi os prémios que a Smart já tinha ganho, pensei: “Sim, este é o sítio certo para mim”.

[SC] Quais são as tuas expectativas em relação à Smart?
[E] Além de querer contribuir o máximo que puder para a Smart, fazendo com que tenha orgulho em mim, o que mais espero é viver boas experiências num ambiente feliz.

[SC] Podes recomendar-nos um prato típico da Turquia e um local para visitar?
[E] Com prazer! Eu adoro “sarma”, um prato típico da Turquia, mas que também se pode encontrar nos Balcãs. O seu nome completo é “zeytinyağlı yaprak sarması” e leva folhas de uvas recheadas com arroz. Tem um sabor incrível. Para visitarem, recomendo Istambul, caso nunca lá tenham ido. Mas também adoro a Capadócia. Tem formações geológicas incríveis e a experiência de andar de balão para ver o nascer do sol e de comer um brunch turco a seguir é muito boa.

Newsletter Smart

Queres saber mais sobre a Smart? Subscreve a nossa newsletter!
Novidades, Eventos, Oportunidades e muito mais.