Desigualdade de género no mundo IT

21 dezembro, 2018

Smartie Nuno na OutSystems Worldwide Developer Conference

24 janeiro, 2019

Opinião

Top 5 tendências tecnológicas para 2019

A inovação nas novas tecnologias está rapidamente a mudar a forma como as organizações operam e como interagimos com o mundo. Saltos na capacidade de computação, captura de dados e conectividade estão a acelerar essa mudança. Aqui estão cinco áreas para seguir em 2019.

08 janeiro, 2019

Inteligência artificial (AI)

A Inteligência Artificial, ou IA, já recebeu muita agitação nos últimos anos, mas continua a ser uma tendência a seguir. Os seus efeitos sobre como vivemos, trabalhamos e jogamos estão apenas nos passos iniciais. Além disso, outras ramificações da IA foram desenvolvidas, incluindo Machine Learning. O uso de algoritmos que se adaptam a localização, fala ou histórico de utilizadores, pode executar tarefas que são perigosas ou tediosas, com mais precisão ou muito mais rápido que os humanos.
A AI é uma parte a que nos referimos, de forma ampla, como automação, e a automação é um tema em alta devido à potencial perda de trabalho. Especialistas dizem que a automação vai eliminar mais de 73 milhões de empregos até 2030. No entanto, a automação está a criar empregos, especialmente no campo da inteligência artificial, programação, testes, suporte e manutenção, para citar alguns. Arquiteto de Inteligência Artificial é um desses trabalhos. 


Realidade Virtual (VR) e Realidade Aumentada (AR)

Sistemas que combinam visão 3D em tempo real, som, haptics (sensação de toque), dados de localização e até outros sentidos como o olfato permitem que as pessoas possam imergir em outro lugar, reajam ao que está ao seu redor e alterem o seu ambiente virtual em tempo real. Embora a VR tenha sido até agora usada principalmente para jogos, as Organizações estão a aplicar cada vez mais essa tecnologia em um amplo espectro de atividades humanas, de arte e entretenimento a comércio, educação e forças armadas, como com o VirtualShip, um software de simulação usado para treinar a Marinha dos EUA e capitães de navios da Guarda Costeira. O popular Pokemon Go é um bom exemplo de AR. 


Blockchain

As fortunas da moeda digital Bitcoin chamaram a atenção do público para a tecnologia Blockchain, mas este sistema seguro para registrar e verificar transações e armazenar registros confiáveis tem o potencial de acabar com empresas de vários tipos. Não ser capaz de alterar os blocos anteriores é o que o torna tão seguro. Além disso, as blockchains são orientadas por consenso, conforme explicado neste artigo da Forbes, de modo que nenhuma entidade pode assumir o controle dos dados. Com o blockchain,não é preciso uma entidade confiável para supervisionar ou validar transações.


Automação Robótica

Como AI e Machine Learning, a Automação Robótica, é outra tecnologia que está a automatizar muitos trabalhos. Os robôs nas indústrias de transformação remontam aos anos 60. Agora, é a escala e a amplitude da transformação que os sistemas automatizados possibilitam, como resultado de outros avanços em Machine Learning e conectividade, por exemplo, que colocam a automação firmemente à frente das tendências tecnológicas. De dispositivos convenientes em casa a aplicações industriais em grande escala, a automação será o foco principal da mudança tecnológica, com consequências económicas e sociais potencialmente de longo alcance.
A Forrester Research estima que a automação irá ameaçar a subsistência de 230 milhões ou mais de trabalhadores, ou aproximadamente 9% da força de trabalho global, a Automação Robótica também está a criar novos empregos enquanto altera os empregos existentes. A McKinsey descobriu que menos de 5% das ocupações podem ser totalmente automatizadas, mas cerca de 60% podem ser parcialmente automatizadas.


Internet das Coisas (IoT)

O Gartner chama a combinação de tecnologias e a conexão de pessoas, dispositivos, conteúdo e serviços à "malha digital inteligente" (intelligent digital mesh). Essa é a base para novos modelos de negócios, plataformas e possibilidades que transformarão a maneira como vivemos e trabalhamos com implicações que vão muito além da própria tecnologia e envolvem disciplinas como direito, economia, negócios e política.
É cedo para a aplicação da estratégia de IoT, mas é claro que existem oportunidades para aqueles com conhecimento técnico para conectar plataformas, bem como aqueles com as habilidades de análise de dados para utilizar o rico fluxo de informações geradas por aplicativos de IoT. Para alguém interessado numa carreira na IoT, isto significa uma entrada fácil na área, se estiver motivado, com várias opções para começar. As habilidades necessárias incluem segurança de IoT, conhecimento de computação em nuvem (cloud), análise de dados, automação, compreensão de sistemas embarcados (Embedded systems), conhecimento de dispositivos, para citar apenas alguns. Afinal, é a Internet das Coisas, e essas coisas são muitas e variadas, ou seja, as habilidades necessárias também.


Por: Nuno
Smartie OutSystems

Newsletter Smart

Queres saber mais sobre a Smart? Subscreve a nossa newsletter!
Novidades, Eventos, Oportunidades e muito mais.